Valeu a pena!

Cadastre-se para visualizar as fotos

MINHA TÃO SONHADA CIRURGIA


Hospital que fiz a cirurgia:

Não informado

Processo rápido de emagrecimento antes do procedimento?

Não

Complicações ou intercorrências?

Não

Mais detalhes sobre o procedimento:

Bom dia meninas, hoje vou contar um pouquinho da minha história pra vocês. Sempre fui uma menina muito magra, mas muito magra mesmo, hoje tenho 25 anos, 1.71cm de altura e nunca consegui passar dos 48 kg, a não ser na minha gravidez é claro rsrs. Por ser muito magra, pela lógica da natureza nunca tive peito, no máximo quando colocava meias no sutiã para ir pra balada kkk. Colocar silicone sempre foi meu sonho, acho que desde o tempo da Vera Fischer fazendo a Helena em laços de família kkk. Tive meu filho com 21 anos e muito leite por sinal, meu seio era a coisa mais linda de se ver haha, mas o tempo passa, o filho cresce e o leite precisa ser secado, quando tomei remédio para isso, eles voltaram ao seu tamanho natural, ou seja, nada. Não tive estrias nem nada parecido na minha gravidez em parte nenhuma do corpo. Em setembro de 2014 fui mandada embora da loja em que trabalhava e com o meu acerto não tirava a ideia da cirurgia da cabeça. Meu marido, um homem maravilhoso, sempre me apoiou e ajudou, me deu força total, foi comigo na consulta pra ver o que o Dr iria dizer. Optei pelo Dr Carlos Villegas Chirinos, pois a mãe E duas amigas minhas fizeram com ele e amaram, eu também estava amanda tudo. Ele disse que pelo meu peso poderia colocar no máximo 380 ml. Na sequência eu iria para a sala do financeiro, e lá funciona da seguinte forma: R$ 6.700,00 á vista ou R$ 7.450,00 parcelado, porém se a pessoa conseguir dar pelo menos 30% de entrada, automaticamente ganha 10% de desconto, ou seja, dando entrada de R$ 2.235,00 a cirurgia fica R$ 6.700,00 mesmo fazendo o restando do valor parcelado. No meu caso que havia acabado de receber o acerto, optei por dar entrada de R$ 2.900,00 e mais 6x de R$ 634,00. Mas como eu iria pagar o restante se estava desempregada??? No começo me bateu um desespero por ter dado uma entrada com tudo que eu tinha pra sobreviver, mas eu sempre fui uma pessoa de muita, muita fé mesmo, e acreditando sempre no meu Deus, eu sabia que de alguma forma tudo iria de ajeitar. Como ainda não havia começado a pegar nem meu seguro desemprego, fui pra rua panfletar todo dia, das 7 às 12 hrs ganhando R$ 25,00 por dia, pra mim o que importava mesmo é que eu iria conseguir tirar R$ 500,00 por mês pra terminar de pagar a minha tãããããão sonhada cirurgia. Meu Deus sempre foi maravilhoso em minha vida, na segunda semana de panfletagem, um homem me parou na rua, do nada, me oferecendo uma vaga de emprego em um local próximo a minha casa, que por sinal estou até hoje. Tudo começou a conspirar a meu favor, e tudo foi se encaixando, deu tudo tão certo que em junho de 2015 eu havia conseguido quitar minha cirurgia, ai vem a parte mais angustiante, por que meu chefe não tinha como me liberar 30 dias pra ficar em casa, e então eu fiquei 6 meses, ou melhor 180 dias, contando as horas, os minutos e os segundos, olhava cada gota de chuva que caía, olhava cada folha da árvore que caía. O dia todo, o tempo todo eu tinha aquele sonho que já estava pago na minha cabeça, imaginando como seria na hora da anestesia, será que ia dar tudo certo, será que eu não vou morrer na hora, e meu filho e minha família?? São pensamentos que eu acredito que toda mulher deve ter antes de ir para uma mesa de cirurgia. Finalmente chegou dezembro, e nesses 6 meses minhas amigas me alertavam, Jéssica você não vai gostar de colocar só 380 ml, porque ele diminui bastante tente colocar um pouco mais. Para essa cirurgia deve-se ficar sem fumar por 30 dias no mínimo, no meu caso isso com o cigarro não foi problema, parei no dia em que fui na minha primeira consulta em 2014 mesmo. Mas eu fumo outra coisa, se é que me entendem, e isso foi sofrido pra mim parar. Dr Carlos no primeiro momento, quando eu estava a 40 dias da cirurgia e não tinha parado de fumar, me comunicou que iria falar com sua equipe pra ver "se ele se arriscaria a fazer minha cirurgia." Eu já não estava satisfeita com ele por não me deixar colocar 400ml, ai aos 45 do segundo tempo iria ver se faria minha cirurgia, poxa vida desanimei total. Um pouco antes da cirurgia você deve ir até o financeiro e pegar suas guias médicas, no meu caso sempre foi a Carol responsável por isso, um amor de pessoa. Ela como outras meninas, sempre me indicaram o Dr Mario Scevolla, por ser menos "rigoroso", NÃO MENOS RESPONSÁVEL OU ATENCIOSO, JAMAIS E DE MANEIRA ALGUMA. Tive uma consulta com ele a 20 dias da minha cirurgia, me encantei com ele, disse que minha estrutura poderia aguentar no máximo 400 ml sem ter estrias ou algo parecido. Me senti tão confiante com ele, que fiquei os 20 dias sem fumar. Já havia feito todos os exames no começo do mês, agora estava tudo certo, era só esperar o momento da alegria. Dia 16/12/2015 chegou, finalmente chegou, mas nem tudo é tão fácil assim quando esta acontecendo de verdade, por sinal é bem sofrido desde o início. Minha cirurgia estava marcada para às 13:00 hrs e eu deveria chegar com 1hr de antecedência no Hospital da Plástica, onde ele foi realizada. Dia 15 um dia antes, eu deveria comer no máximo até as 5 hrs da manhã (8hrs de jejum), pois bem, às 04:30 eu acordei com o despertador e fui comer alguma coisa. Cheguei 12:00 hrs no Hospital, dei entrada como deve ser feito, e fui pra sala aguardar, fiquei nela por 1 hr mais ou menos. Me chamaram pra me trocar e ir para o quarto *.....*, finalmente meu Deus chegou a minha hora. Que nada dona Jéssica, fiquei até as 16:00 hrs esperando quando me chamaram para subir para o centro cirúrgico. Que gelo, que medo, que coisa boa e ruim ao mesmo tempo, me colocaram em uma cadeira de roda, pegamos o elevador e subimos. Chegando nesse andar passei pelo Dr Mario, com um sorriso lindo pra mim me dando confiança. Andando mais um pouquinho fiquei com mais medo ainda, pois vi umas 5 macas e em cada uma delas tinha uma mulher diferente, todas inconscientes, uma com faixa no seio, outra com faixa no rosto todo, outra com faixa nas orelhas, outra na barriga, meu Deus e agora??? =O Cheguei na sala onde seria realizada a minha cirurgia, vi dois homens e uma mulher, anestesistas e assistentes do Dr Mario, todos um amor, desejei boa sorte a todos e comecei a orar e pedir proteção pro meu Senhor. Dali pra frente já não vi nem ouvi mais nada, próximo as 20:00 hrs me acordaram pra ir pro quarto, eu estava muito tonta, abria o olho e já apagava um pouco mais. Levaram sopa e bolachinhas para a janta, mas devido as 15 hrs sem comer e a anestesia em si, eu não tinha vontade de comer nada, começou a me dar enjoo as duas colheres de sopa, e eu não quis nem saber de comer pois estava me dando ânsia e nem pensar em vomitar recém operada né. Finalmente acordei de verdade, estava pronta para ter a pior noite da minha vida e nem sabia rsrs. De madrugada acordei, vi meu esposo ali todo tordo e cansado no sofá dormindo, não quis incomodá-lo, então comecei a me virar sozinha, uma sensação muito gostosa de saber que eles estavam ali escondidinhos em baixo da faixa mas o incomodo era muito. Durante a madrugada uma enfermeira veio e aplicou uma injeção anti trombose. Pegava o controle da cama que estava ao meu lado, levantava ela e descia para ir ao banheiro sozinha, me limpava sozinha, sem problema nenhum, sem dor nenhuma, mas as horas foram se passando a dor aumentando, meu esposo acordou ficou super bravo comigo, pois disse que estava ali para isso, para me ajudar o tempo todo. Não consegui dormir a noite toda, não tem posição confortável, não tem nada confortável por sinal. Tentei tomar um café pela manhã, mas estava com muita dor, muita mesmo, uma enfermeira aplicou uma injeção no meu braço para dor e fibrose, o que fez meu seio direito aumentar e inchar horrores, tudo mais que normal, faz parte do processo. Quando o Dr Mario chegou perto do meio dia para me dar alta, eu já estava chorando, desanimada com tanta dor. Ele veio me consolou, disse que eu era muito guerreira por ter coragem de colocar 400 ml por baixo do músculo, por eu ser tão magrinha e ter tanta força dentro de mim, me acalmei e vim pra casa. Outra sessão. Cheguei tonta, com falta de ar e morrendo de calor, meu esposo me ajudou a tomar banho, não sei direito o que aconteceu em um segundo, só sei que a única coisa que eu ouvi foi um grito da minha mãe, depois já acordei no meu quarto com todo mundo em cima de mim rsrs. As dores não melhoram, só pioram com os dias, e eu como sou uma mulher que não gosta de ficar dependendo muito dos outros, com 5 dias de cirurgia me atrevi a pegar um melão que estava em cima da mesa, claro que não ia dar certo né, derrubei o melão no meu braço direito o que me fez sentir uma dor absurda no mesmo segundo. Acordei no outro dia com as costelas roxas do lado direito, e eu só tinha consulta dali a 10 dias para tirar os ponto. A cada dia que se passava meu choro era maior, minha dor era maior, meu roxo era maior, a sensação que eu tinha era de que minhas costelas estavam quebradas. Meu marido me dava banho, lavava meu cabelo com o maior carinho do mundo, meus pais me deram comida na boca por 2 semanas, pois eu não conseguia nem mexer meu braço direito. Finalmente chegou o dia de tirar meu pontos, o Dr me disse que eu havia estourado uma veia, e a sorte que era sangue venoso que estava parado ali naquele roxo todo, e não sangue arterial, se não ele teria que me abrir de novo se não meu seio poderia estourar em poucas horas depois que derrubei o melão =O Mas graças ao meu bom Deus, o Dr drenou com gazes no seu consultório todo o sangue que estava ali, que por sinal foi a segunda maior dor que senti até hoje, só perdeu pro meu filhote que veio de parto normal com 4 kg kkkk. Meu Dr optou por não me deixar sofrer muito, então me liberou da faixa nos primeiros 30 dias, mas infelizmente todas devemos usá-la para ter um bom resultado, diga-se de passagem que ela é horrível de se usar, da falta de ar, aperta, machuca, mas desce a prótese e é isso que importa. Com os dias tudo vai melhorando, com 26 dias voltei a trabalhar normalmente, tudo foi se encaixando com o tempo. Hoje tenho 1 ano e 1 mês de cirurgia e mesmo com todo esse sofrimento que passei não me arrependi por um segundo sequer de ter realizado ela. Hoje sou muito realizada quando coloco um biquíni, uma blusinha bem decotada ou até mesmo quando não estou usando nada pro meu marido haha. Se você leu minha história e tem alguma dúvida sobre fazer ou não fazer, FAÇA, FAÇA MESMO porque a tendência é só melhorar, aconselho a sempre pesquisarem sobre os médicos no site SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLASTICA, coloquem o nome completo dele ali e pesquisem muito, façam todos os seus exames, sigam os conselhos do seu médico que tudo dará certo. Um beijo pra todas vocês lindonas :)
2 0

ficaram ótimos, amei o resultado!
0
 
me conta mais sobre o procedimento. Como foi o pós? A cicatrização foi tranquila?
0