Resultados
Médicos
Mensagens
Minhas Consultas Horários disponíveis
Assistente
Participe dos nossos grupos no whatsapp

Encontre tudo que você deseja saber sobre cirurgia plástica.


Qual a sua dúvida?

Respostas

Quando é possível fazer uma cirurgia plástica pelo plano de saúde


Diante do sonho de fazer procedimentos estéticos, surge a dúvida de ser ou não possível fazer uma cirurgia plástica pelo plano de saúde.  

Pensando nisso, separamos uma série de informações essenciais que podem mudar a sua vida e garantir que você saiba exatamente como proceder na busca por essa cirurgia.  

Vamos lá?  

Cirurgia plástica pelo plano de saúde – É possível ou não?

De acordo com dados, o Brasil está entre os países que mais realizam procedimento cirúrgicos com foco na imagem, ficando apenas atrás dos Estados Unidos.  

Diante disso, muitas pessoas comuns sabem que o preço de uma cirurgia dessas não é algo pequeno e que pode envolver uma série de economias.  

Mais importante que isso, muitas buscam nos planos de saúde uma oportunidade de conseguir o procedimento de maneira mais simples e rápida.  

Isso porque, de acordo com o Sistema Único de Saúde, o SUS, as cirurgias só podem ser realizadas quando se tratam de um problema para a saúde, bem-estar e vida do paciente.  

Geralmente, nesses casos, os procedimentos são chamados de cirurgia reparadora, mais comuns em casos de acidentes e doenças, como o câncer e queimaduras.  

Já para entender melhor a cirurgia plástica pelo plano de saúde, vale a pena conhecer a ANS, que é Agência Nacional de Saúde Suplementar.  

De forma simples, a ANS é o órgão brasileiro responsável por regulamentar e garantir que os planos de saúde funcionem, respeitando uma série de regras.  

Neste cenário, a agência lista uma série de procedimentos que os planos devem garantir para os usuários, que são as chamadas coberturas.  

Ao mesmo tempo, é preciso lembrar que todos os planos funcionam através de um contrato, onde você pode conferir tudo o que está disponível de acordo com o seu tipo de contratação.  

Cirurgia plástica pelo plano, dá para fazer ou não?

Diante de tudo isso que foi falado, é preciso lembrar que a lista de tratamentos cirúrgicos garantidos pela ANS se referem a intervenções reparadoras.  

Assim como o SUS.

Porém, essa questão precisa ser pensada de acordo com o seu tipo de plano, que deve ser ambulatorial hospitalar.  

Ou seja, para planos que cobrem apenas ambulatório, nem as intervenções reparadoras estão liberadas, já que todo o processo de internação e demais não estarão em contrato.  

Geralmente, a melhor maneira de entender se a cirurgia plástica pelo plano de saúde pode ou não ser realizada é lendo e entendendo o seu contrato.  

Em seguida, você pode entrar em contato com o setor administrativo ou outros da sua rede para tirar outras dúvidas.  

Importante

Em alguns planos ambulatoriais, é possível que a rede de saúde faça a cobertura de exames e consultas pré-operatórias, mas não do procedimento em si.  

Com isso, você vai ter de arcar com despesas por conta própria, desde anestesia, sala de cirurgia, despesas médicas, honorários, materiais utilizados e até mesmo o quarto de internação/recuperação.  

Cirurgia plástica – O que os planos cobrem

Sabendo que a agência que regulamenta os planos possui apenas alguns procedimentos liberados e cobertos, faz sentido entender melhor quais são eles.  

Sendo:  

Cirurgia para retirar o excesso de pele:

Uma cirurgia plástica pelo plano de saúde muito comum é a de retirada de excesso de pele.  

De maneira simples, o comum é que a intervenção aconteça em pacientes que eram obesos e conseguiram emagrecer, geralmente casos de obesidade mórbida.  

Quando isso acontece, o corpo não é capaz de fazer com que a pele volte ao seu estado natural, já que as fibras do tecido podem ter sido quebradas ou lesionadas devido ao tamanho do paciente.  

Logo, o paciente vai perder peso e ficar com grandes sobras de pele, que comprometem a movimentação, pesam e podem até causar infecções.

Sendo assim, a cirurgia é liberada com foco em reparar aquela pele através da retirada dos excessos e garantir a qualidade de vida.  

Redução de mamas é uma cirurgia plástica pelo plano de saúde:

Enquanto milhares de mulheres pagam para colocar silicone, existem uma grande parcela de mulheres que recorrem a retirada de parte dos seios. 

Nesses casos, a redução das mamas é feita para melhorar a vida de paciente que sofrem com o excesso de peso das mamas, que comprometem a postura, podem gerar dores e até outros problemas na coluna e na rotina.  

Queimaduras, cicatrizes e outras lesões:

Outras cirurgias que podem ser feitas pelos planos de saúde são aquelas que comprometem o estado físico e emocional do paciente.  

Frequentemente, o procedimento pode ser indicado após acidentes e situações traumáticas, como violências, onde o paciente ficou com cicatrizes, queimaduras e outras.  

Ao mesmo tempo, uma lesão comum que pode levar a procedimento estético é a blefaroplastia, que é o excesso de pele nas pálpebras.  

Nesse caso, a cirurgia é liberada quando o excesso de pele compromete a visão.  

Cirurgia plástica pelo plano de saúde e reconstrução de mama:

A reconstrução de mama é uma realidade de milhares de mulheres que passam por situações traumáticas/acidentes onde os seios precisou ser retirado.  

Chamado de mastectomia, o procedimento é mais comum em casos de câncer, onde a retirada do tumor implica na retirada do seio. 

Justamente por isso, a ANS prevê cobertura para pacientes que tenham esse diagnóstico ou outros tipos de lesões nas mamas.

Na maior parte dos casos, a cirurgia plástica é feita após liberação médica, onde a paciente precisa primeiro retirar o seio e finalizar o tratamento, para que o organismo fique mais saudável.  

Em seguida, pode ser indicado a reconstrução dos seios, de acordo com cada caso.  

Órteses e próteses:

Para finalizar, uma cirurgia plástica pelo plano de saúde são as próteses e órteses, sempre que o foco não for estético, mas uma necessidade para melhoria de vida.  

Sendo órtese um aparelho externo para movimentos de membros o coluna e prótese um dispositivo interno para restaurar uma função que foi comprometida.  

Então, ainda ficou na dúvida ou gostaria de compartilhar a sua experiência?  

Comenta aqui embaixo. Vou adorar saber mais.  

Grande abraço e até o próximo post!


Transcrição do vídeo



Atenção: esse artigo não substitui a avaliação médica!

Compartilhe!

Este artigo foi útil para você?

Sim Não

Respostas de médicos

Comentários
Sugestões
Cirurgia plástica pelo SUS: descubra quando e como é possível
Quer descobrir que cirurgia plástica pelo SUS você vai poder fazer e quando exatamente cada um desses procedimentos são realizados? Então, prepare-se para entender melhor como esse tipo de tratamento acontece, quais são as regras e como se preparar para isso. Boa leitura! Cirurgia plástica pelo SU... LEIA MAIS >
Dicas para escolher seu cirurgião plástico
Escolher um cirurgião plástico não é algo a ser feito de forma rápida ou impulsiva, já que se trata de um profissional que vai mexer com a sua aparência e autoestima. Pensando nisso, existem uma série de dicas capazes de mudar a sua perspectiva e fazer com que essa procura seja mais rápida, simples... LEIA MAIS >
É possível fazer abdominoplastia pelo SUS?
Quem deseja fazer uma abdominoplastia pelo SUS – Sistema Único de Saúde – pode conseguir isso. Essa cirurgia é oferecida gratuitamente e pode ajudar na recuperação da autoestima.  Mas o serviço só é oferecido para cirurgias que tenham cunho corretivo e reparador. Ou seja, são procedimentos ... LEIA MAIS >
Dúvidas sobre mama tuberosa por Dr. Carlos Gaspar Jr
O cirurgião plástico, Dr. Carlos Gaspar Jr, que opera em São Paulo, respondeu algumas das principais perguntas sobre mama tuberosa. LEIA MAIS >
Prós e contras do mega hair
Que o mega hair é uma das principais maneiras de ter o cabelo dos sonhos, é uma realidade que você já deve conhecer. Mas você realmente sabe quais são os prós e contras de fazer isso? Então, confira agora mesmo o que você precisa saber sobre isso para, quem sabe, procurar ou não o salão mais próxi... LEIA MAIS >
Dúvidas sobre necrose pós-cirurgia: prevenção e tratamentos por Dr. Adriano Batistuta
O cirurgião plástico, Dr. Adriano Batistuta, que opera em Vitória, respondeu algumas das principais perguntas sobre necrose pós-cirurgia: prevenção e tratamentos. LEIA MAIS >
Dicas para economizar e fazer a sonhada cirurgia plástica
Cansada de desejar a sua cirurgia plástica dos sonhos e sempre desistir por falta de grana? Então, vem comigo descobrir as melhores dicas para economizar de verdade e garantir que esse sonho seja uma possibilidade real para o seu futuro. Pegue o seu bloquinho de notas ou agenda, não perca mais tem... LEIA MAIS >
Existe algum alimento que aumenta os seios?
Mesmo com todo o desenvolvimento tecnológico e aprimoramento científico, não existe nenhum estudo acadêmico que comprove a eficácia de determinada dieta ou alimento que aumenta as mamas. O que define o tamanho dos seios ? O tamanho das mamas, e a distribuição de gordura de uma pessoa... LEIA MAIS >
Obesidade: dados no brasil da doença que virou uma epidemia mundial
A obesidade é uma realidade do Brasil e do mundo que preocupa família inteiras e leva milhares de especialistas na busca por entender e resolver esse problema. Por ser considerada uma epidemia que pode, inclusive, levar o paciente a morte, é essencial entender como isso começa bem como as principai... LEIA MAIS >