Encontre tudo que você deseja saber sobre cirurgia plástica.


Qual a sua dúvida?

Respostas

Abdominoplastia >

Por que as incisões da abdominoplastia são altas?



Uma das maiores preocupações de quem irá passar por uma cirurgia plástica é como ficará o aspecto da cicatriz após o procedimento.

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que pode deixar cicatrizes muito aparentes e isso deixa muitas pacientes receosas.

Procedimento médico

Muito da aparência da cicatriz depende do tipo de procedimento do cirurgião plástico. Dentre os métodos, os mais comuns são:

  • Abordagem geométrica: escolher o umbigo como o ápice de um triângulo e basear a altura das cicatrizes laterais nas “pontas” da forma. Resulta em cicatrizes arqueadas mais altas para os lados.
  • Abordagem Personalizada de Alfaiataria: o cirurgião escolhe a localização transversal da cicatriz com base no estilo preferido de roupa íntima que a paciente planeja usar. A vantagem de fazê-la desta maneira é que a cicatriz transversal ficará escondida pelas roupas íntimas.

Alguns médicos preferem que a paciente escolha e colabore para definir a localização da cicatriz. Obviamente nem sempre é possível que fique exatamente onde a paciente quer, pois isso depende da variação anatômica da própria paciente, que pode ser fator limitante.

Umas das situações que pode ajudar o cirurgião a ter mais exatidão com a precisão onde ficará a incisão é suturar (ancorar) os retalhos de pele junto a aponeurose (tecido que recobre o músculo) abaixo. Evitando-se assim maiores deslocamentos da incisão.

A incisão tende a se mover em direção à área de maior tensão, no caso da abdominoplastia geralmente em direção superior, às costelas / umbigo.

Como diminuir o risco de cicatrizes salientes

A cicatrização depende basicamente de três fatores para determinar sua qualidade no futuro. O primeiro deles é relacionado ao ato operatório, no qual o cirurgião com seu capricho, técnica utilizada, materiais utilizados,... determinará o aspecto da cicatriz. O segundo é relacionado aos fatores genéticos de cicatrização, no qual se a paciente tiver propensão a ter cicatrizes queloidianas, isso pode ser inevitável. e, o terceiro é relacionados aos cuidados no pós operatório, que se não seguidos corretamente poderão influenciar na cicatrização.

Sugerimos sempre a procurar por um cirurgião plástico qualificado (membro da SBCP) e experiente, sem dúvidas isso ajudará a minimizar um desgaste futuro relacionada a cicatrização.



Atenção: esse artigo não substitui a avaliação médica!

Compartilhe e ganhe bônus de leitura!

Este artigo foi útil para você?

Sim Não

Mais sobre: Cicatriz, Umbigo, Pele, Cicatrização, Abdominoplastia, Cicatrizes, Risco, Operatório, Pós-operatório, SBCP, Incisão

Respostas de médicos

Comentários
Sugestões
Cirurgia Plástica >
Como minimizar cicatrizes da lipoenxertia?
Minimizar cicatrizes da lipoenxertia feitas pelas cânulas é algo que pode ser feito através dos cuidados pós-cirúrgicos que podem ser de diversos métodos. Dentre eles, pode-se citar a minimização de tensão nas cicatrizes, a limpeza do local, a proteção das cicatrizes do sol. Além dis... LEIA MAIS >
Cirurgia Plástica >
Uma cicatriz assimétrica da abdominoplastia pode ser corrigida? ?
Uma revisão de cicatriz do local operado é a principal opção para corrigir uma cicatriz assimétrica da abdominoplastia. Porém, geralmente recomenda-se para a paciente esperar pelo menos um ano até que a cicatriz esteja madura, para realizar essa revisão. A melhor forma de corrigir uma cicatr... LEIA MAIS >
Cirurgia Plástica >
Como é feita a revisão do umbigo após a abdominoplastia??
Após abdominoplastia as vezes é necessário fazer a revisão da cicatriz do umbigo. Algumas pacientes ficam com cicatrizes muito marcadas no umbigo, deixando-as frustradas e insatisfeitas. Felizmente, a revisão da cicatriz do umbigo pode ajudar. Para muitos pacientes que estão insatisfei... LEIA MAIS >
Mamoplastia de Aumento >
Vantagens do dual plane?
Quando a paciente apresenta uma pequena quantidade de tecido da mama. O aumento do seio através da técnica de dual plane é muito eficaz para evitar que nuances das próteses sejam vistas através da pele, como o rippling. O implante é colocado em parte sob o músculo (geralmente 80%, no dual pl... LEIA MAIS >
Cirurgia Plástica >
Como tratar o queloide ao redor das aréolas após mamoplastia?
Para o tratamento de quelóides nas aréolas, como em qualquer outra região da pele, existem opções terapêuticas. A solução mais clássica é a retirada da cicatriz patológica (quelóide) com a realização de nova cicatriz. Muitas técnicas foram descritas para realização disso em quelóides. Uma del... LEIA MAIS >
Mamoplastia de Aumento >
Faixa de compressão após aumento dos seios é normal?
As faixa de compressão costumam ser usadas por boa parte dos cirurgiões plásticos. O uso da faixa de compressão após uma mamoplastia de aumento varia muito de acordo com a paciente, com a técnica utilizada e com preferências dos médicos em questão. De modo geral as faixas de compressão são ut... LEIA MAIS >
CIRURGIA PLÁSTICA
Dúvidas sobre psoríase por Dra. Cintia Pessin
A dermatologista Dra. Cintia Pessin, que atende em Porto Alegre, falou um pouco sobre algumas dúvidas que as pacientes tem em relação a psoríase.1- O que é psoríase?Psoríase é uma doença inflamatória crônica e não contagiosa que afeta a pele e pode acometer as articulações (artrite psoriática). Os p... LEIA MAIS >
Lipoaspiração >
Negros tem mais chances de ter cicatrizes visíveis de lipoaspiração??
Não, o que vai definir se a pessoa ficará com cicatrizes visíveis de lipoaspiração, vai ser a sua genética, a técnica do médico e os seus cuidados no pós operatórios. Em geral, as incisões causadas por uma lipoaspiração, são pequenas se tornam cicatrizes bastante imperceptíveis com o passar do tempo... LEIA MAIS >
Lipoaspiração >
A lipoaspiração pode causar queloides internas?
É improvável que a paciente desenvolva queloides internas com a lipoaspiração. O tecido cicatricial interno é comum, mas se tiver em excesso, é chamado de fibrose. Os queloides só se formam na pele / epiderme. Isso porque os queloides não costumam se desenvolver nos tecidos subcutâneos. ... LEIA MAIS >